10 aspectos que melhoram a autoestima com a PNL

10 aspectos que melhoram a autoestima com a PNL (Programação Neurolinguística).

É diante dos desafios que mais será exigido de nós a manutenção da autoestima e daí descobrimos o quanto ela pode ser preponderante para a nossa sobrevivência mental, física e material. Mas, afinal o que é autoestima e como sei se a minha está adequada ou não?

Se você está lendo este artigo, e acredito que o acaso não existe, saiba que está a um passo de investir na melhoria da sua autoestima, não que apenas um texto irá resolver todos os seus problemas, mas, certamente o deixará mais confiante de que é possível fazê-lo e que existem ferramentas poderosas para isso sobretudo através das poderosas técnicas de Programação Neurolinguística.

Mas, afinal, o que é essa tal auto-estima? Quais sintomas da baixa autoestima e quais os gatilhos que a desencadeiam? Como a Programação Neurolinguística ou PNL, entra na equação de incrementar melhorias na autoestima de uma pessoa?

A autoestima, segundo a psicologia, é o sentimento e a opinião que cada pessoa tem por si mesma, sendo capaz de confiar, respeitar e gostar de si mesmo. Alguns dos sintomas de quando uma pessoa apresenta baixa autoestima são sentimentos de insegurança, inadequação, perfeccionismo, excesso de dúvidas e incertezas de quem é ou do seu papel, não se permite errar, necessidade de agradar, dificuldade de dizer não ou colocar limites, necessidade de aprovação ou reconhecimento etc.

Alguns dos “gatilhos” mais comuns que podem desencadear a baixa autoestima de uma pessoa podem apresentar-se desde a infância, a partir da forma como as pessoas nos tratam e de como reagimos ou não a isso. Estão relacionados à excesso de críticas e autocríticas destrutivas, sentimento de culpa, sentimento de abandono ou rejeição, carência, frustração, vergonha, inveja, timidez, insegurança, medo, humilhação, “booling”, raiva, e principalmente experiências traumáticas relacionadas à separações, perdas, dependências etc.

A PNL pode ajudar a melhorar a autoestima de uma pessoa por quê:

Ajuda no autoconhecimento. Essencial para estimular a auto aceitação, auto percepção e autocontrole.

Auxilia a compreensão de que não existem “defeitos” ou erros, e sim resultados.
Ensina a tratar-se com mais amor e respeito.
Desperta para acessar e ouvir a sua intuição aumentando a autoconfiança.
Clarifica as suas crenças limitantes e eleva o diálogo interno a patamares mais positivos e otimistas.
Ajuda a sair do papel de vitimização e apropriar-se do merecimento de amar-se e ser amado(a).
Dá mecanismos de compreensão de como tornar mais congruente e harmônico o sentir e o falar, trazendo mais equilíbrio interno.
Torna a pessoa mais flexível e menos julgadora aos fatos.
Aumenta o desempenho profissional por meio da autoconfiança mais elevada.
Torna as relações mais saudáveis e aumenta a paz interior.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *